15 anos de uma história de luta

5537a317d7c381896726_1505524889697953_5328413168009574593_n

Quinze anos se passaram desde que Luiz Fernando Oderich transformou a morte de seu único filho, Max Fernando de Paiva Oderich – assassinado na véspera de sua formatura em 17 de agosto de 2002 durante um assalto em Porto Alegre –, em força e determinação para mudar o rumo da violência no Brasil.

c5c1dcf5900379c4c8b636ae28d3d383

Ao lado da esposa e de amigos, Oderich criou a ONG Brasil Sem Grades, uma organização verdadeiramente não-governamental, mantida com o próprio esforço de seu idealizador e de doações de parceiros que se identificam com a luta do empresário de São Sebastião do Caí. Hoje, após 15 anos, a Brasil Sem Grades dissemina suas ações para uma rede de milhares de pessoas, entre voluntários, simpatizantes da causa e parceiros.

Em sua trajetória de atuação, mantém desde seu início três pilares fundamentais que já foram trabalhados individualmente em projetos diversos: planejamento familiar, paternidade responsável e a revisão da legislação penal. Mesmo jogando contra os números ascendentes da violência, Oderich acredita na mudança. “Os índices jogam contra nós, então por que que então não jogamos a toalha? Porque os exemplos históricos mostram que, se um Governo resolver comprar a briga real contra a criminalidade com efetividade, a reversão pode ser rápida”, argumenta.

Assim como as lembranças, positivas e negativas, muitos também são os agradecimentos construídos ao longo do tempo. “Ainda nos primeiros anos, duas sugestões de voluntários nos ajudaram muito a firmar parcerias que se estendem até hoje. A Dra. Eliana nos propôs fazermos uma parceria com o Ministério Público e o Dr. Jacó de fazermos os fóruns regionais de Planejamento Familiar. Outro grande contribuinte foi o senhor Fernando Moreira, que fez uma grande doação para nós. Os meios de comunicação também foram sempre extremamente receptivos às nossas ideias, o que facilitou a divulgação”, celebra Oderich.

photoquesomos

Para o futuro, Oderich acredita que o caminho seja a criação de mecanismos para tornar viável novamente a estrutura da segurança pública brasileira. Planejamento familiar e fortalecimento do núcleo familiar podem ajudar no combate à criminalidade, mas vão levar muito tempo. A luta agora serão as mudanças da legislação penal, que por enquanto seguem para o sentido contrário ao que esperamos, tornando mais fácil a vida do bandido. Precisamos construir presídios, rever conceitos e mudar algumas coisas para que os agentes da segurança pública (polícia civil, brigada militar, promotores, juízes e agentes penitenciários) possam trabalhar. Há poucos dias, um grupo expressivo de promotores do Rio Grande do Sul se manifestou contra esses falsos “especialistas” que são contra todas as mudanças que visam endurecer a legislação. Há mais gente consciente do que precisa ser feito, que não adianta apenas labutar nas questões sociais, é preciso ação policial efetiva. Nada é fácil, por isso a luta precisa continuar. Por incrível que pareça, há luz no fim do túnel. Há esperança!”, salienta.

 

Os principais acontecimentos dos 15 anos da ONG Brasil Sem Grades:

2002: fundação da organização
2005: lançamento do livro O Beijo Gelado, de Luiz Fernando Oderich
2005 a 2007: realização de fóruns de planejamento familiar pelo Estado. Foram mais de 10 eventos em diversas cidades.
2007: denúncia feita contra o Estado junto ao Ministério Público cobrando medidas da lei que não eram cumpridas no âmbito da segurança.
2007: lançamento da campanha Brasil, país de pais de verdade
2009: criação do projeto Pai? Presente!, em parceria com a Defensoria Pública e o Ministério Público. Na iniciativa, os pais não declarados nas certidões de nascimento dos filhos eram chamados para registrar os menores, contribuir financeiramente com a criação e a participar ativamente de suas vidas.
2010: lançamento da campanha Justiça Seja Feita!
2010: lançamento do livro Sangue, Suor e Lágrimas, de Luiz Fernando Oderich
2011: lançamento do livro Os Filhos da Mãe, de Luiz Fernando Oderich Os Filhos da Mãe
2012: lançamento pioneiro de uma Cartilha Nacional de propostas que buscavam a revisão do Código de Processo Penal Brasileiro, com o objetivo de acabar com as inúmeras brechas que facilitam a impunidade concedida aos criminosos brasileiros.
2012: lançamento da campanha Chega de Braços Cruzados
2012: lançamento da Frente Parlamentar em Defesa das Vítimas da Violência do RS, junto à deputada Zilá Breitenbach LF com Zilá - Copia
2013: realização de uma grande mobilização pela segurança com teatro ao vivo em Porto Alegre
2013: realização do seminário Segurança: começo, meio e fim
2015: apresentação (em parceria com o Movimento #PAZ) de medidas pelo fim da violência à Câmara dos Deputados do RS

w1140__e8b7f317716e8dca2bded5370469b8b1134e5a2a04e09e4cb4f3eaa4cd2810ba_v3h8j
2016: apresentação (em parceria com o Movimento #PAZ) do projeto de lei pelo fim do regime semiaberto, em Brasília
2016: realização do 1º Fórum Mais Segurança, em parceria com a Associação do Ministério Público do RS

DSC_0337

2016: eleição da vice-presidente da ONG Brasil Sem Grades, Paula Ioris, para o cargo de vereadora de Caxias do Sul-RS

Imagem de Reinaldo Fontes
2017: realização do 2º Fórum Mais Segurança, em parceria com a Associação do Ministério Público do RS

 

Diretoria da ONG Brasil Sem Grades

Presidente: Luiz Fernando Oderich
Vice-presidente: Paula Ioris de Oliveira
Secretário: Vitor Alberto Cunha
Vice-secretário: Jacó Zylbersztejn
Vice-secretário: Rogério Alves de Oliveira
Tesoureiro: Ernesto Oderich
Conselheira: Eliana Danatelli Del Mese
Conselheiro: Alexandre Soares Contessa
Conselheiro: Francisco Adolfo Oderich